Como fazer backup do HD antigo?

O modo como se administra memórias mudou nos últimos anos com a chegada dos arquivos digitais. Aquela antiga caixa com fotografias, retalhos, cartas e outras lembranças vêm sendo substituída por unidade de disco rígido.

Arquivos digitais estão por toda parte, nos dispositivos móveis, no desktop, no laptop, na nuvem e nas redes sociais. No trabalho e na vida pessoal é preciso lidar com este universo formado por dados virtuais.

Por isso, recuperar um HD pode se tornar uma tarefa indispensável em nossos dias. Esta matéria vai apresentar soluções simples, de fácil execução para usuários que ainda não dominam comandos avançados.  

Precisa recuperar arquivos deixados em um HD antigo, descubra como um cabo pode te auxiliar nesta tarefa.

O que é um HD?

Em sentido literal, disco rígido seria um disco duro, mas o que é isso? Também chamado de HD ou HDD do inglês hard disk drive é um componente fundamental em um computador.

Interior de um Hard Disk mostrando o disco magnético e a cabeça de leitura e gravação.

Uma maneira modesta de responder é fazendo uma comparação entre o disco rígido e uma caixa de arquivo morto. Em um escritório o arquivo morto é um recipiente com subdivisões para armazenar documentos.

Assim como na pasta arquivo, no disco rígido são armazenados dados permanentes em um sistema de arquivos, ou seja, nas pastas. O HD é a memória responsável por guardar arquivos, programas e todas as informações inseridas no computador que não podem ser descartadas quando é desligado.

As primeiras unidades de armazenamento possuíam 5 MB, algo parecido com 4 disquetes, cada um tinha em média 1,44 MB. As novas gerações nem conheceram o disquete. Imagina que 1 Megabyte (MB) já foi considerado um super valor.

Disquete é um disco de armazenamento, também chamado de diskette, disk ou floppy disk.

A geração de 2000 passou a ter acesso aos discos com Gigabyte (GB). Entre 10 e 80 GB para suportar as exigências dos novos sistemas operacionais e a demanda de usuários conectados à internet.

Após este período, ocorreu uma enxurrada de compartilhamento de dados e armazenamento de arquivos: imagens, vídeos, jogos, músicas e outros formatos. Os dispositivos para armazenamento se atualizaram para atender o crescimento vertiginoso.

Hoje estamos na casa do Terabyte (TB). São comuns HD’s com 1 TB, que é o mesmo que 1024 gigabytes de armazenamento. Acrescido do suporte da computação em nuvem, cloud computing, para armazenamento de dados online.

O SSD ou solid-state drive é uma evolução do HD. Com tecnologia superior ao disco rígido, feito para ser mais leve, resistente, silencioso e veloz. O SSD é ideal para computadores portáteis.

Como recuperar arquivos do HD ou SSD?

A solução é mais simples do que parece. Existem adaptadores e conversores que permitem acessar este componente físico dos computadores sem a necessidade de configurações técnicas complexas.

O Adaptador IDE/SATA – USB auxilia no acesso direto as partes do computador. O IDE (Integrated Drive Electronics) é o padrão de porta dos primeiros HD’s. Esse cabo adaptador permite que uma porta IDE se conecte diretamente em uma porta USB 2.0.

Adaptador IDE SATA 3 em 1 – Cirilo Cabos

Desta forma é possível transferir os dados de um HD usando apenas um adaptador. Além de permitir o acesso aos dados do disco rígido, o kit adaptador 3 em 1 também auxilia no acesso direto de outras unidades: CD-ROM, DVD-ROM, CD-RW, COMBO Device ou DVD-RW.

Para acessar os dados do disco rígido antigo e até transformar ele em uma unidade auxiliar externa você pode usar Cabo Adaptador para SATA (2.5/3.5). O padrão SATA ou Serial ATA (Serial Advanced Technology Attachment) foi o sucessor do IDE.

Cabo Adaptador para SATA 2.5 / 3.5, Padrão USB 3.0

O padrão SATA utiliza dois canais para enviar e receber dados. Essa mudança permitiu reduzir os erros de sincronização, os problemas de interferência e melhorou a velocidade na transferência dos dados.

Outra opção simples é usar o Cabo Conversor USB para SATA HDD que permite conectar o disco rígido 2.5 diretamente no desktop ou laptop através da porta USB 2.0. De fácil usabilidade, esse cabo não exige configurações técnicas.

Cabo Conversor USB 2.0 para SATA HDD

O cabo possui formato Y, ou seja, são três pontas. Em uma ponta tem um conector no padrão SATA e nas outras duas tem plugues USB. Assim é possível alimentar o adaptador por uma via USB, dispensando a necessidade de alimentação externa de energia. Através da outra via USB os dados são transferidos para o computador.

Sem qualquer complicação técnica estes cabos auxiliam na transferência dos dados que estiverem em um HD. Verifique qual atende melhor sua necessidade e, se ainda tiver dúvida, procure um canal de comunicação da Cirilo Cabos® ou deixe um comentário com sua questão.  

Por Priscila Leal

Atualizado em 26/09/2019